Bolo de chocolate sem glúten e sem lactose

Oi!!!!

Eu já fiz esse bolo umas 400x e não tem nada mais gostoso pra comer à tarde acompanhado de um cafezinho. Só pra esclarecer: Não sou celíaco nem intolerante à lactose, mas gosto muito de testar essas receitas pela leveza da massa e, sobretudo, pra descobrir novos sabores.

Particularmente, acho uma besteira essa polêmica envolvendo o glúten. Já falei por diversas vezes que uma dieta super restrita é um dos principais fatores para o desenvolvimento da compulsão alimentar. Não adianta cortar o glúten de segunda à sexta e nos finais de semana comer vários pãezinhos para compensar. Reeducação alimentar é equilíbrio. Vamos a receita:

Ingredientes:

– 3 bananas grandes BEM maduras (quanto mais maduras mais docinhas);
– 4 ovos;
– 4 colheres de sopa de amido de milho;
– 8 colheres de sopa de farinha de arroz;
– 3 colheres de sopa (bem cheias) de mel orgânico ou açúcar mascavo;
– 2 colheres de sopa (bem cheias) de cacau em pó;
– 2 colheres de sopa de óleo de coco;
– 1 colher de sopa (rasa) de fermento (famoso pó royal);
– Canela e baunilha à gosto.

Modo de preparo:

Bata as bananas no liquidificador por aproximadamente 3 minutos. Na batedeira, acrescente todos os ingredientes, exceto o fermento. Experimente a massa para testar se está docinha o suficiente. Se preferir, coloque mais 1 ou 2 colheres de sopa de mel/açúcar mascavo.

Em seguida, acrescente o fermento e misture delicadamente. Usei uma forma de bolo inglês untada com óleo de coco, mas você pode usar aquelas forminhas individuais de silicone. Forno pré-aquecido a 200 graus por 30-35 minutos. Dica: Não abra o forno com menos de 30 minutos.

Não fiz cobertura, pois levo esse bolo para a praia, passeios, piqueniques etc. Fica delicioso também com uma boa geléia ;)

Gostaram?

Um beijo,

Caio.

Marmitando

Oi ;)

Essa semana foi bem corrida pra mim. Minha escala no trabalho mudou temporariamente e precisei fazer pequenos ajustes tanto na alimentação quanto na rotina de exercícios. Mas tá tudo sob controle o/

O post de hoje é uma dica que impulsionou meu emagrecimento desde o início. Muitas pessoas me perguntam qual é o “segredo” para emagrecer… eis a resposta:

Planejar as refeições antecipadamente (a famosa marmita rs) me ajudou a controlar a compulsão alimentar, a economizar e, sobretudo, a comer a cada 3 horas. Já disse uma vez e repito:

Nunca deixe pra pensar no que vai comer na hora da fome, pois normalmente a opção mais prática é a menos saudável.

Confesso que é um porre levar todos esses potes pro trabalho, trazê-los e organizar tudo novamente pro dia seguinte. Mas, comprometimento é comprometimento. Já separo as porções de acordo com o planejamento da Nutri e vou variando pra não enjoar. Separei algumas fotos das minhas refeições que postei no Instagram (segue aê!):

Vale ressaltar que essas sugestões foram passadas por uma nutricionista e NADA substitui o apoio específico de um profissional ;)

Curtiram?

Um beijo,

Caio.

Sacolé de hibisco e morango

O post de hoje é uma receita super complicada que exige habilidades dignas de um #Masterchef rs. Vi essa dica no Instagram da minha amiga @marjoriebenitez e resolvi compartilhar com vocês.

Ingredientes:

– 8 morangos grandes;
– 1 colher de sopa de geléia de morango (usei a linha 100% Wellness da Queensberry);
– 500ml de chá frio de hibisco (usei um pacote da erva);

Modo de preparo:

Bata todos os ingredientes no liquidificador e coloque pra gelar em formas de picolé ou em saquinhos de sacolé (meu favorito).

Dica do chá: Ferva a água, desligue o fogo, coloque a erva e abafe por no máximo 5 minutos. Depois é só coar e juntar com os outros ingredientes;

Importante:

Prove antes de distribuir nas formas, pois o hibisco tende a ser um pouco azedo. Utilizei apenas 1 colher de sopa da geléia, mas isso varia muito de paladar.

Um beijo,

Caio.

Eu amo pilates!

Quando decidi mudar os hábitos alimentares e sair do sofá procurei por atividades que já conhecia (#zonadeconfortototal). Comecei com aulas de natação e caminhadas pelo bairro/esteira da academia. Depois de 7 meses senti uma enorme necessidade de buscar outra alternativa, pois durante a pré-adolescência já havia praticado anos e anos de natação (tava de saco cheio mesmo rs).

Foi nesse momento que começou meu caso de amor pelo pilates. Na primeira aula, a professora Monica Pinho me disse algo que nunca mais esqueci:

“O pilates não emagrece, mas ele irá te deixar visualmente menor.”

Inicialmente não entendi muito bem, mas hoje ouço com muita frequência frases do tipo: “Você parece ter bem menos que 105kg”. Outro dia li na página do Negócio Pilates que: “Pilates te dá músculos, mas sem volume.”, ou seja, tonifica, mas não hipertrofia. Agora faz todo sentido rs

Poderia citar milhões de benefícios, mas o principal pra mim foi descobrir e sentir partes do meu corpo que desconhecia por completo.

Sempre olhei meio torto para os pilateiros, pois desacreditava que poucas repetições pudessem trabalhar a musculatura de forma tão profunda. Além disso, aprendi a respirar corretamente durante os exercícios. Como a professora Elis Marins sempre diz:

“Pilates sem respiração é qualquer coisa menos pilates.”

“Pilatear” é muito mais que fortalecer os músculos do abdômen. A prática ajuda a diminuir as dores nas costas, aumenta a flexibilidade, melhora o equilíbrio (#bosufeelings) e estimula a coordenação motora.

Hoje o que importa pra mim é a realização-intenção do movimento de forma precisa independente da carga envolvida. Aliás, sustentar o peso do próprio corpo é um desafio e tanto.

O Studio Corpo & Movimento se tornou minha segunda casa e sou imensamente grato por fazer parte dessa família. Agradeço as minhas professoras Mônica, Elis e Mariane por todo suporte, por me ouvir e, sobretudo, por acreditar que sou capaz de superar meus próprios limites.

Alessandra (Professora de yoga), Mariane, Monica e Elis. #muitoamorenvolvido

Separei algumas imagens para ilustrar o post, mas no meu Instagram (@caio.cal) tem milhões de outras fotos/vídeos. Em suma: busque uma atividade prazerosa que te faça levantar da cama com um sorriso no rosto :)

E lembrem-se: “Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas.” <3

Um beijo,

Caio.

Oi

O primeiro post é sempre um desafio, pois são muitas ideias soltas na mente. Quero abraçar as palavras, mas ao mesmo tempo pretendo ir com calma. Esse espaço foi criado com o objetivo de ajudar e, principalmente, inspirar as pessoas que buscam por qualidade de vida. Qualidade esta que vai muito além de números na balança.

Eu emagreci 40kg em aproximadamente 2 anos de reeducação alimentar. Mas, esse expressivo número é pequeno diante da quantidade de coisas que absorvi. Descobri que amo cozinhar e inventar receitas. Aprendi a conhecer e a respeitar os meus limites físicos. Percebi que a tão almejada “consciência corporal” só chega com muito esforço, paciência e comprometimento.

A minha rotina é um pouco diferente, pois trabalho na escala 12 por 36 (em suma: trabalho dia sim, dia não). Dessa forma, as atividades físicas que pratico estão incorporadas nas minhas folgas. São elas: pilates, yoga, musculação e corrida. Quanto a alimentação comecei por conta própria (todo gordo acha que sabe o que fazer…) e, hoje, sou acompanhado pela Nutricionista Mariana Guimarães.

Esse blog não visa ditar regras sobre comportamento saudável. Primeiro porque não sou um profissional da área e, segundo, porque o corpo do outro é um território único e exclusivo do outro (óbvio, não?!). Aproveito pra ressaltar que o alimento não é um vilão. A vilania começa quando deixamos o amor próprio de lado propagando preconceitos e, sobretudo, julgamentos precipitados.

Estou muito animado com esse novo projeto, pois essa relação de troca com o leitor é algo extremamente motivador. Venci a hipertensão e a um quadro de pré-diabetes com mudanças simples no meu dia a dia. Creio que essa força vem do fato de acreditar que a vida passa rápido demais pra ficar horas e horas largado no sofá. Espero incentivar a todos que procuram por um empurrão para conquistar SAÚDE e qualidade de VIDA. Sejam todos bem-vindos ;)

Um beijo,

Caio.