Eu amo pilates!

Quando decidi mudar os hábitos alimentares e sair do sofá procurei por atividades que já conhecia (#zonadeconfortototal). Comecei com aulas de natação e caminhadas pelo bairro/esteira da academia. Depois de 7 meses senti uma enorme necessidade de buscar outra alternativa, pois durante a pré-adolescência já havia praticado anos e anos de natação (tava de saco cheio mesmo rs).

Foi nesse momento que começou meu caso de amor pelo pilates. Na primeira aula, a professora Monica Pinho me disse algo que nunca mais esqueci:

“O pilates não emagrece, mas ele irá te deixar visualmente menor.”

Inicialmente não entendi muito bem, mas hoje ouço com muita frequência frases do tipo: “Você parece ter bem menos que 105kg”. Outro dia li na página do Negócio Pilates que: “Pilates te dá músculos, mas sem volume.”, ou seja, tonifica, mas não hipertrofia. Agora faz todo sentido rs

Poderia citar milhões de benefícios, mas o principal pra mim foi descobrir e sentir partes do meu corpo que desconhecia por completo.

Sempre olhei meio torto para os pilateiros, pois desacreditava que poucas repetições pudessem trabalhar a musculatura de forma tão profunda. Além disso, aprendi a respirar corretamente durante os exercícios. Como a professora Elis Marins sempre diz:

“Pilates sem respiração é qualquer coisa menos pilates.”

“Pilatear” é muito mais que fortalecer os músculos do abdômen. A prática ajuda a diminuir as dores nas costas, aumenta a flexibilidade, melhora o equilíbrio (#bosufeelings) e estimula a coordenação motora.

Hoje o que importa pra mim é a realização-intenção do movimento de forma precisa independente da carga envolvida. Aliás, sustentar o peso do próprio corpo é um desafio e tanto.

O Studio Corpo & Movimento se tornou minha segunda casa e sou imensamente grato por fazer parte dessa família. Agradeço as minhas professoras Mônica, Elis e Mariane por todo suporte, por me ouvir e, sobretudo, por acreditar que sou capaz de superar meus próprios limites.

Alessandra (Professora de yoga), Mariane, Monica e Elis. #muitoamorenvolvido

Separei algumas imagens para ilustrar o post, mas no meu Instagram (@caio.cal) tem milhões de outras fotos/vídeos. Em suma: busque uma atividade prazerosa que te faça levantar da cama com um sorriso no rosto :)

E lembrem-se: “Nada no mundo se compara à barriga dolorida pelas razões certas.” <3

Um beijo,

Caio.